Explicando o Bitcoin para quem não entende


1 - provavelmente não vai adiantar falar de blockchain, blocos, mineradores, criptografia, pule essa etapa, pois a maioria não entende nem como o dinheiro em espécie funciona, mas ainda assim confia e usa. Veja mais sobre problemas com dinheiro real;

2 - diga que é um sistema de pagamento, cujas "moedas" podem ser guardadas tanto em uma carteira digital (celular) quanto em uma de papel, dentro de um cofre;

3 - está imune a vontades políticas de governos, o usuário é seu próprio banco;

4 - é possível comprar frações de um BTC e usá-las para fazer compras, pagar boletos, recarregar cartões de crédito, etc. E assim como as demais moedas conhecidas, servir para fraudes, golpes, lavagem, etc.

5 - com grande potencial de crescimento do seu valor em relação às moedas tradicionais, é usado também para a especulação financeira, sendo que muitas pessoas já tiveram lucros expressivos, sem que se faça a mínima ideia de qual será seu valor em relação a outras moedas no futuro, mas por ser um sistema eficiente e escasso, deverá valer muito.

6 - as operações são garantidas pela rede e seu valor decorre da oferta e da procura conforme seu uso aumenta.

Ilustre: você comprou bitcoins e faz aulas de inglês com um professor que aceita eles como pagamento. Ele então gasta os seus BTC na padaria que passou a aceitar também, sendo que o fornecedor de queijos dela também aceita Bitcoin e assim por diante. Estão livres do sistema bancário, das taxas elevadas cobradas por um intermediário burocrático e ineficiente que não precisará mais existir no futuro.

Tranquilize quem não entende: "É como não entender bem o e-mail ou internet quando eles surgiram" ou "não entender o que faz seu e-mail chegar ao computador do seu amigo, mas simplesmente usar por que funciona e pronto."